PM de Jacareí Detém Indivíduo por Roubo no Didinha.

Com o indivíduo, foram encontrados um celular e uma bike roubada.

Foto: Divulgação da Policia Militar
Publicidade
Publicidade

Policiais Militares do 41º BPM/I de Jacareí da viatura I-41110 composta pelo
CB PM Militão e o SD PM Lima,, em patrulhamento em combate aos crimes de roubo e furtos na data de ontem(8), por volta das 22h07, na avenida Pereira Campos(próximo da quadra poliesportiva), pelo bairro Didinha, se depararam com 03 indivíduos, que ao avistarem a viatura demonstraram extremo nervosismo. Ao procederem a abordagem e as buscas pessoais, nada de ilícito, foi encontrado.

Porém um dos indivíduos de iniciais F.L.D. com antecedente criminais pelos artigos ART. 157(Roubo), 33(Tráfico de Drogas), estava muito tenso, e por diversas vezes, ao ser questionado pelo nervosismo e sobre o local onde residia, o mesmo dava informações desconexas. Sendo que a equipe então indagou aos outros dois indivíduos, qual seria o endereço correto de F., que hora dizia que morava no Didinha, e hora dizia que morava no Imperial.

Após ser constatado o endereço de F., pelo bairro Didinha, a equipe solicitou o apoio do Comando de Força Policial, onde se deslocaram até a residência do indivíduo, onde foram recebidos pela mãe do indivíduo, que informou que o mesmo, era dependente químico, e que durante o dia ficava em sua residência, porém a noite ia para o bairro imperial, dormir na casa da irmã dele. Ela relatou ainda, está inconformada com o passado criminal do filho, e que não tolerava as atitudes atuais, em seguida autorizou e acompanhou uma vistoria na residência pelos policiais.

Logo na sala em cima de um rack, os policiais encontraram um aparelho celular da marca Samsung modelo Galaxi Note 9(Roubado dia (21/11/20), indagado a mãe do indivíduo, ela informou que era do filho, assim também como um bicicleta de cor branca marca Confort, modelo Trust, roubada dia (25/06/20), que estava nos fundos da residência.

Diante dos fatos, F. recebeu voz de prisão, já os dois indivíduos que estava com ele, foram liberados, o indivíduo foi conduzido ao plantão policial, onde as vítimas o reconheceram pela voz. O delegado elaborou o boletim de ocorrência, e na sequência o indivíduo foi liberado, para responder em liberdade, até a data do julgamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *