Homem mata esposa e filha dela de 9 anos e enterra em quintal em SP

Cristiane Arena e caçula estavam desaparecidas desde novembro. Filha de 16 anos teria um caso amoroso com o padrasto

  • SÃO PAULO | Do R7*
  • 04/02/2021 

Fabrício Arena teria matado a mulher e a enteada de 9 anos e enterrrado corpos no quintal

Fabrício Arena teria matado a mulher e a enteada de 9 anos e enterrrado corpos no quintal

REPRODUÇÃO / RECORD TV

A polícia procura por Fabrício Buim Arena Belinato, suspeito de matar a esposa, Cristiane Arena, de 34 anos, e a filha dela, Karoline Vitória, de apenas 9 anos. Elas estavam desaparecidas desde novembro e agora os corpos foram encontrados enterrados no quintal de uma casa, no interior de São Paulo. A enteada foi apreendida por suspeita de envolvimento no crime. As informações são da Record TV

Fabrício é psicólogo e está foragido. A jovem está na Fundação Casa de Araçatuba e só vai falar sobre o caso em juízo. A suspeita da polícia é de que ela teria um caso amoroso com o padrasto.https://83536a7f5e4e5b07f7d23d6c00cb15c1.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

A polícia encontrou os corpos numa casa que fica no distrito industrial de Pompéia, a 470 quilômetros de São Paulo. Objetivo era averiguar uma ocorrência de cárcere privado. Cristiane foi encontrada nos fundos da casa, enterrada debaixo de um concreto. Foi preciso usar uma máquina retroescavadeira para localizar o corpo.

LEIA TAMBÉM

Horas depois, a polícia encontrou o corpo da criança, em um cova de 1,5 metro de profundidade. Os laudos não estão prontos, mas aparentemente Cristiane foi morta a facadas e a filha dela com uma pancada na cabeça dias depois.

O relatório dos peritos será importante para ajudar na localização das armas usadas na execução das vítimas.

Corpos estavam enterrados em quintal de casa em Pompéia

Corpos estavam enterrados em quintal de casa em Pompéia

REPRODUÇÃO / RECORD TV

Investigação

Em depoimento, Fabrício e a adolescente alegaram que Cristiane tinha saído de casa com um outro homem e levado a filha com ela. 

Nas redes sociais, a família aparece sempre junta e sorrindo. No entanto, nos meses de dezembro e janeiro, a polícia identificou movimentações bancárias na conta da vítima.

O carro de Fabrício foi visto pela última vez em Presidente Prudente, no oeste paulista.

*Com colaboração de Nicolas Campos, da Record TV 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *