Home / Brasil / VÍDEO: Comerciante reage a assalto e mata dois assaltantes, assista

VÍDEO: Comerciante reage a assalto e mata dois assaltantes, assista

Fonte: Bahia na Web/G1
Um comerciante reagiu a um assalto e matou dois suspeitos em Caldas Novas, sul de Goiás, na tarde da última segunda-feira (21). Câmeras de segurança registraram o exato momento em que a troca de tiros acontece, ainda dentro do estabelecimento e próximo a um cliente. 

As imagens, que começaram a circular pelas redes sociais na manhã desta quarta, mostram que a dupla chega pela lateral do mercado, e inicialmente, finge que iria comprar produtos. Na sequência, no entanto, um deles aponta a arma a um cliente que aguardava atendimento no caixa e anuncia o assalto. Imediatamente, o dono do estabelecimento saca um revólver e reage, atirando contra os dois suspeitos, que também tentam atingi-lo enquanto correm em direção à rua. 
 
O delegado Wllisses Valentim Menezes, responsável pelo caso, informou que os dois suspeitos (Mikael da Silva Alves, de 18 anos, e Igor Teodoro Gomes de Carvalho, de 19) morreram na rua em que fica o comércio. Já o cliente que aguardava atendimento acabou atingido no braço e foi encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde passou por cirurgia na última terça e se recupera bem. 
 
O dono do mercado, cuja identidade não foi revelada, não sofreu ferimentos e se apresentou às autoridades no dia da tentativa de assalto, acompanhado de um advogado e com a arma que usou para matar os bandidos – ele não possui porte. 

O comerciante prestou esclarecimentos e foi liberado em seguida, já que o delegado considerou o caso como de legítima defesa. “Houve uma agressão iminente, e ele se antecipou, repelindo esta agressão. Ele deve responder futuramente no máximo por porte ilegal de arma”, explicou Wlisses Valentim Menezes. Assista:

Você pode Gostar de:

Diretório do PT aprova abertura de processo para expulsar Palocci por declarações contra Lula na Lava Jato

Abertura de ação em comissão de ética em Ribeirão Preto, SP, ocorre contra ex-ministro após …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display