Home / Brasil / Recém-nascida é encontrada com cordão umbilical em pilha de tijolos em assentamento de Uberlândia

Recém-nascida é encontrada com cordão umbilical em pilha de tijolos em assentamento de Uberlândia

‘Estava muito durinha, não chorava e só foi chorar depois de atendida pelo médico’ , disse Eliana Borges Marin após encontrar a menina em um lençol. Depois de ser diagnosticada com início de hipotermia em UAI, bebê foi levada para o HC-UFU.

 

Por Bárbara Almeida, G1 Triângulo Mineiro

Uma recém-nascida foi encontrada abandonada na manhã desta quarta-feira (18) em Uberlândia. Segundo a Polícia Militar (PM), a bebê foi localizada embrulhada em um lençol em cima de uma pilha de tijolos numa rua do assentamento Santa Clara, próximo ao Bairro Morumbi.

De acordo com informações do Boletim de Ocorrência (BO), por volta de 7h40 vizinhos observaram um embrulho e, ao chegarem perto, perceberam que era uma recém-nascida que ainda estava com o cordão umbilical.

“Era 7h30 quando saí na porta de casa e vi aquele embrulho, cheguei perto e me deparei com uma menininha muito sujinha e muito fria. Na hora eu me desesperei e comecei a gritar e logo liguei pra polícia, que me orientou leva-la para atendimento médico imediatamente”, explicou a mulher de 47 anos que socorreu a bebê, Eliana Borges Marin.

A criança foi levada para a Unidade de Atendimento Integrado (UAI) do Bairro Morumbi. Ao dar entrada no local foi diagnosticada com início de hipotermia e transferida para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU). O G1 entrou em contato com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e a informação é de que a temperatura média registrada em Uberlândia nas primeiras horas do dia foi de 16ºC.

Recém-nascida é encontrada com cordão umbilical em pilha de tijolos em Uberlãndia

Recém-nascida é encontrada com cordão umbilical em pilha de tijolos em Uberlãndia

“Assim que a encontrei pedi minha filha para pegar o carro e fomos correndo para a UAI. Ela [a bebê] estava muito durinha e não chorava e só foi chorar depois de atendida pelo médico. Foi muito emocionante a sentir respirar e ouvi-la pela primeira vez. A conheci naquele instante, mas fiquei muito emocionada”, declarou Eliana.

A reportagem entrou em contato com o HC-UFU para saber sobre o estado de saúde da menina, no entanto a assessoria de comunicação informou que como a bebê está sob custódia da Vara da Infância e Adolescência de Uberlândia somente órgão poderia se pronunciar.

O juiz da Vara da Criança e Adolescência, José Roberto Poiani, disse que a bebê pesa aproximadamente 3kg e nasceu poucas horas antes de ser abandonada. Visitas e saída do hospital serão feitas somente através de decisão judicial.

“A Justiça vai esperar o prazo de 30 dias, seguindo o Estatuto da Criança e do Adolescente que prevê que algum familiar tem este prazo para procurar o bebê. Se não, a bebê será colocada para adoção. Caso ela tenha alta do hospital antes do prazo de 30 dias será encaminhada para uma das famílias cadastradas no acolhimento familiar”, explicou o juiz.

A Polícia Civil disse que a delegada Alessandra Rodrigues da Cunha ficará responsável pela investigação da ocorrência registrada como abandono de incapaz. Até a publicação da reportagem não havia informações sobre a identidade da mãe da menina.

Compartilhar:

Você pode Gostar de:

GCM de Jacareí Detém Indivíduo por Tráfico no Espaço Liberdade

 O indivíduo tinha 08 embalagens de Crack escondidas dento da boca.   A equipe  da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display