Home / Brasil / Polícia Civil pede prisão de suspeito de incendiar casa e matar filhos em Feira

Polícia Civil pede prisão de suspeito de incendiar casa e matar filhos em Feira

A Polícia Civil pediu nesta quarta-feira (4) a prisão do comerciante Gilson de Jesus Moura, suspeito de atear fogo na casa onde morava, matando cinco pessoas de sua família, entre elas as filhas e a enteada grávida de cinco meses, e outras duas feridas em Feira de Santana. O pedido foi feito à Justiça pelo delegado Gustavo Coutinho, titular da Delegacia de Homicídios de Feira, que investiga o crime. Internada em estado grave, Cristina de Jesus Moura, companheira de Gilson, foi ouvida pelo delegado e apontou o comerciante como autor do incêndio. De acordo com ela, o suspeito despejou gasolina nos móveis, ateou fogo e trancou a família em casa, enquanto todos dormiam. Áila Daniele de Jesus Moura, de apenas 4 anos, filha caçula do casal, também ficou ferida e permanece no hospital. No incêndio, morreram Thais de Jesus Moura, 13, Carlos de Jesus Moura, 9, e Xayane de Jesus Moura, 8, filhos de Gilson com Cristina. A enteada dele Emile de Jesus Moura, 16, e o filho dela, de prenome Enzo, de 1 ano, também morreram. Uma testemunha informou que Gilson havia se desentendido com Cristina por ciúme, durante uma festa de Réveillon. Segundo o delegado, na noite de terça-feira (3), Gilson esteve na casa de uma vizinha e falou que cometeria uma tragédia e que se suicidaria, em seguida.  De acordo com a Polícia Civil, o galão plástico utilizado no transporte da gasolina usada no incêndio do imóvel já foi encaminhado para perícia no Departamento de Polícia Técnica (DPT). Gilson é considerado foragido. Qualquer informação sobre o paradeiro do suspeito pode ser dada ao Disque Denúncia pelos números (71) 3235-0000 ou 181 (em Feira) e no telefone (75) 3221-2976, da DH/Feira. O sigilo para o informante é garantido.
Entenda o caso
 
Um homem é acusado de incendiar a própria casa para assassinar toda a família em Feira de Santana. O crime aconteceu por volta das 4h40 da manhã desta quarta-feira (4), no Condomínio Alto do Rosário, no bairro de Mangabeira, em Feira de Santana. Segundo informações da 66ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), que foi acionada pelos vizinhos assim que o incêndio teve início, Gilson de Jesus Moura, 49, planejou o crime ao comprar um galão de gasolina. Os vizinhos relataram que o acusado tinha ciúmes da esposa, Ana Cristina de Jesus, 37, e também brigava muito com a enteada, Emily de Jesus Moura, de 16 anos. Das sete pessoas presentes na casa, apenas duas sobreviveram: a esposa e a filha caçula, Aila Daniela de Jesus Moura, de 3 anos. Ambas foram socorridas ainda pelos vizinhos da família. Enquanto a mãe foi levada para o Hospital Geral Clériston Andrade e segue em condições estáveis, a menina está no Hospital Estadual da Criança em estado grave. As vítimas fatais foram os filhos Thays de Jesus Moura, 13, Carlos Alexsandro de Jesus Moura, 9, Xayane Vitória de Jesus Moura, 8, e ainda a enteada do acusado, que estava grávida de cinco meses de um menino, Enzo. A polícia ainda não confirma as motivações do autor, mas suspeita de crime passional. Gilson Moura fugiu de carro logo após provocar o incêndio

Você pode Gostar de:

PRF RECUPERA CARRETA E CARGA NA VIA DUTRA E UM HOMEM É PRESO NA AÇÃO

A carreta que continha mercadoria não mencionada na nota fiscal foi encaminhada á Receita Federal …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display