Home / Brasil / Mulheres são suspeitas de poligamia para traficar drogas para presos

Mulheres são suspeitas de poligamia para traficar drogas para presos

Da redação | Tomazina

(Foto: npdiario.com) - Mulheres são suspeitas de poligamia para traficar drogas para presos
(Foto: npdiario.com)
Duas mulheres foram presas pela Polícia Civil de Tomazina, sob a acusação de tráfico de drogas, falsidade ideológica e poligamia. De acordo com a polícia, Ariani Cristina Duarte Campos, de 30 anos, e Débora Cristina de Souza, de 24 anos, foram flagradas tentando entrar na cadeia pública com 59 pedras de crack e 60 gramas de maconha.

O entorpecente foi localizado durante a revista. Elas também portavam certa quantia em dinheiro e uma espécie de cartão de visitas de outras cadeias da região. Conforme o delegado Isaías Fernandes Machado, a suspeita é que elas, a mando dos traficantes presos, promovessem o tráfico de drogas em várias cidades. Além disso, nas visitas, elas levavam drogas e o dinheiro do tráfico para os detentos.

O delegado revelou ainda, que as mulheres faziam vários contratos de união estável com detentos de diferentes cadeias, possibilitando desta forma, as visitas para repasse de drogas e acerto de contas.

Colaboração npdiario.com

Você pode Gostar de:

Idoso é torturado e morto por adolescente; assista

O jovem já esteve envolvido em vários crimes como ameaças, tentativas de homicídio e agressão …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display