Home / Brasil / Moro é o preferido por juízes federais para vaga no STF

Moro é o preferido por juízes federais para vaga no STF

Votação indica vitória apertada do juiz da Lava Jato. Temer, porém, pode recusar indicação

Do R7

Algoz de políticos e megaempresários na Lava Jato, Moro é sugerido para ocupar vaga no SupremoGeraldo Magela/1º.02.2017/Agência Senado

O juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba (PR) e responsável pelos desdobramentos da Operação Lava Jato na primeira instância, é o preferido pelos magistrados federais para ocupar a vaga do ministro Teori Zavascki no STF (Supremo Tribunal Federal). Moro venceu uma consulta pública da Ajufe (Associação dos Juízes Federais do Brasil), publicada nesta quarta-feira (1º).

A associação indicou uma lista tríplice para a votação, formada por: Sérgio Moro, pelo ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Reynaldo Soares da Fonseca e pelo desembargador do Tribunal Regional Federal de São Paulo Fausto De Sanctis.

Moro, algoz de diversos políticos e empresários brasileiros na Lava Jato, conquistou 319 votos, enquanto o segundo colocado ficou colado — Fonseca teve 318 menções e De Sanctis, 165. Ao todo, participaram da votação 761 associados da Ajufe. Cada um podia votar em até três candidatos.

A lista com os três nomes e as respectivas votações será entregue ao presidente Michel Temer (PMDB) como sugestão dos representantes da Justiça Federal para ocupar a vaga. O peemedebista, porém, tem total liberdade de aceitar ou não os nomes e escolher quem ele bem entender.

Os nomes escolhidos pela Ajufe para a lista tríplice levou em conta a avaliação positiva que os magistrados recebem de seus pares. A seleção ocorreu em duas fases. Primeiro, entre os dias 24 e 25, os associados indicaram nomes de juízes federais, desembargadores federais e ministros dos Tribunais Superiores para compor a lista prévia de candidatos.

O único critério para a indicação na primeira etapa era o magistrado ter mais de 35 anos, como determina o artigo 101 da Constituição, que rege a composição do Supremo Tribunal Federal.

As indicações da primeira fase de votação resultaram em uma relação de 34 nomes. Do dia 26 ao dia 31 de janeiro, os pré-selecionados foram escolhidos por seus colegas de magistratura e os três mais votados deram origem à lista tríplice, encabeçada por Moro.

A Ajufe lembrou que o ministro Teori Zavascki veio da Justiça Federal e, por isso, considera “imprescindível que a vaga na Corte seja destinada à Magistratura Federal”. A entidade publicou um perfil resumido de Sérgio Moro.

“Juiz federal titular da 13ª Vara Federal de Curitiba, Moro é Doutor e Mestre pela Universidade Federal do Paraná. Ingressou na magistratura federal em 1996. Logo no início da carreira, em 1998, buscou especialização na Harvard Law School e cursou programas de estudos sobre lavagem de dinheiro promovidos pelo Departamento de Estado dos EUA. A especialização em crimes financeiros foi aplicada entre 2003 e 2007, quando trabalhou no caso Banestado.

A atuação de Moro resultou na condenação de 97 pessoas. Graças a sua experiência criminal, auxiliou a ministra do Supremo Tribunal Federal Rosa Weber durante o julgamento da Ação Penal 470, conhecida como Mensalão. Desde 2014, Moro comanda o julgamento em primeira instância dos crimes identificados pela força-tarefa da Operação Lava Jato”.

Você pode Gostar de:

Aluno atira em escola de Goiânia, mata dois estudantes e deixa feridos

Suspeito pelos disparos é um adolescente de 14 anos, que cursa o 8º ano. Ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display