Home / Brasil / Homem é preso por estupro de vulnerável; vítima tem 12 anos e conheceu agressor pelas redes sociais

Homem é preso por estupro de vulnerável; vítima tem 12 anos e conheceu agressor pelas redes sociais

Viviane Nonato | Curitiba

(Foto: Ricardo Vilches/Rede Massa) - Homem é preso por estupro de menina de 12 anos em Curitiba
(Foto: Ricardo Vilches/Rede Massa)
Um homem de 34 anos, identificado pela polícia como John Paul Lincoln Magdalena, foi preso na manhã desta quinta-feira (2), na casa em que morava no Bairro Boa Vista em Curitiba. A ação foi executada por policiais do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescentes Vítimas de Crimes (Nucria), e sobre ele pesa a acusação de estupro de vulnerável e crime contra a saúde pública.

De acordo com a polícia, Magdalena é apontado como autor do estupro de uma menina de 12 anos. As investigações apontaram que ele “através de redes sociais teria conhecido e marcado um encontro com a vítima no Parque Barigui. De lá, ele teria convidado a menina para entrar em seu carro, para darem uma volta. O rapaz teria levado a vítima até as proximidades de um shopping na região central, onde teria abusado sexualmente da garota”.

Para calar a jovem, ele teria feito fotos dela nua e ameaçado publicar nas redes sociais caso ela o delatasse. Depois ele ainda a levou de volta ao Parque Barigui.

O crime somente foi descoberto após a mãe da vítima perceber que havia algo de errado com a filha. Em uma conversa a menina relatou o ocorrido e a mulher então efetuou a denúncia.

A polícia destacou que foram aproximadamente 30 dias de investigações que levaram até o acusado. Na casa dele, foram encontrados anabolizantes de origem paraguaia. O celular do acusado também foi apreendido e será periciado. Ele vai responder por estupro de vulnerável e crime contra a saúde pública.

A polícia acredita que com a divulgação do caso, outras vítimas podem aparecer.

Colaboração Ricardo Vilches/Rede Massa/Polícia Civil

Você pode Gostar de:

Falso médico é preso em MS na fronteira com a Bolívia

Com ele foram encontrados três documentos com nomes diferentes. Suspeita é que homem atendia e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display