Guarda Costeira dos EUA apreende 3 toneladas de cocaína no Oceano Pacífico em menos de uma semana

Apreensões foram feitas nos dias 25 e 31 de julho, informou a Guarda Costeira na quinta-feira (15).

Por G1

16/08/2019

Membros da Guarda Costeira americana em uma embarcação interditada no dia 31 de julho em águas internacionais no Oceano Pacífico Oriental. A tripulação apreendeu mais de 2 toneladas de cocaína dentro da embarcação.  — Foto: Guarda Costeira dos EUA
Membros da Guarda Costeira americana em uma embarcação interditada no dia 31 de julho em águas internacionais no Oceano Pacífico Oriental. A tripulação apreendeu mais de 2 toneladas de cocaína dentro da embarcação. — Foto: Guarda Costeira dos EUA

Membros da Guarda Costeira americana em uma embarcação interditada no dia 31 de julho em águas internacionais no Oceano Pacífico Oriental. A tripulação apreendeu mais de 2 toneladas de cocaína dentro da embarcação. — Foto: Guarda Costeira dos EUA

A Guarda Costeira dos Estados Unidosapreendeu cerca de 3 toneladas de cocaína no Oceano Pacífico em menos de uma semana, anunciou a organização na quinta-feira (15). As apreensões foram feitas nos dias 25 e 31 de julho e são as primeiras realizadas pela embarcação Midgett, a mais nova da frota.

No dia 31, foram apreendidas mais de 2 toneladas da droga em águas internacionais do Oceano Pacífico Oriental, informou a Guarda Costeira. Na mesma região, cinco dias antes, foram capturados mais de 952 quilos de cocaína.

Ambos os barcos apreendidos eram discretos e rápidos, construídos especificamente para esse propósito pelos cartéis. As embarcações são capazes de traficar grandes quantidades de itens contrabandeados e navegam rentes à água, evitando, assim, serem detectadas; elas também são feitas para poderem ser rapidamente afundadas por meio de válvulas de rastreamento integradas, diz a organização militar.

Quase 80% de todos os narcóticos ilegais que entram na América do Norte são contrabandeados por cartéis internacionais através do corredor do Pacífico Oriental – uma área maior do que a dos Estados Unidos, segundo a Guarda Costeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *