Home / Noticias / Internacional / Governo dos EUA segue paralisado nesta 2ª e Senado tenta nova votação

Governo dos EUA segue paralisado nesta 2ª e Senado tenta nova votação

Senadores devem votar nesta segunda sobre um projeto de lei de financiamento para fazer o governo voltar ao funcionamento até o início de fevereiro.

 

Por G1

Placa anuncia suspensão das visitas à Estátua da Liberdade, no domingo (21), por conta da paralisação nas atividades públicas imposta pelo bloqueio do orçamento  (Foto: Shannon Stapleton/ Reuters)

Placa anuncia suspensão das visitas à Estátua da Liberdade, no domingo (21), por conta da paralisação nas atividades públicas imposta pelo bloqueio do orçamento (Foto: Shannon Stapleton/ Reuters)

Centenas de milhares de trabalhadores federais acordaram nesta segunda-feira (22) com o governo dos Estados Unidos ainda paralisado e com a expectativa de que o Senado norte-americano tente novamente restaurar o financiamento federal, ainda que temporariamente, segundo a Reuters.

Em meio às incertezas sobre se os trabalhadores federais devem se apresentar ao trabalho pela manhã, os senadores devem votar ao meio-dia no horário local (15h, no horário de Brasília) sobre um projeto de lei de financiamento para fazer o governo voltar ao funcionamento até o início de fevereiro.

O apoio ao projeto é incerto, depois que os republicanos e democratas passaram o domingo (21) todo tentando fechar um acordo, mas acabaram indo para casa à noite sem ele.

O líder da maioria do senado, Mitch McConnell, afirmou no final do domingo que uma votação durante a noite sobre uma medida para financiar as operações do governo até 8 de fevereiro foi cancelada e seria realizada ao meio-dia desta segunda-feira (15h, horário de Brasília).

Até segunda-feira, a maioria dos trabalhadores federais não foi diretamente afetada pela paralisação. Clique aqui e veja o que deixou de funcionar.

Muitos ainda aguardavam uma notificação explicando se são funcionários “essenciais” ou não, o que determina se devem se apresentar a seus escritórios.

Entenda

O Senado dos Estados Unidos rejeitou uma extensão provisória do orçamento federal, medida de extrema urgência que poderia evitar um “apagão” da máquina pública. Com a falta de acordo, o governo de Donald Trump iniciou oficialmente à 0h (3h, em Brasília) de sábado (20) uma paralisação parcial de suas atividades por falta de fundos, no dia do 1º aniversário de sua administração.

Fachada do Senado dos EUA na noite desta sexta-feira (19) (Foto: AP Photo/J. Scott Applewhite)

Fachada do Senado dos EUA na noite desta sexta-feira (19) (Foto: AP Photo/J. Scott Applewhite)

Com 50 votos a favor e 49 contra, o projeto-tampão, que garantiria o funcionamento do governo por 1 mês com um orçamento provisório, fracassou entre os senadores. Para chegar a um acordo, eram necessários 60 dos 100 votos no Senado.

Os republicanos, que dominam o Senado e a Câmara, querem um orçamento para 2018 que aumente o gasto militar, uma promessa de campanha de Trump, que considera que as forças armadas têm equipamentos insuficientes após mais de 16 anos de guerra ininterrupta.

Mas, para um novo acordo temporário ou permanente, a oposição democrata exige em troca de seu voto uma solução para os “dreamers”, jovens que entraram nos Estados Unidos ilegalmente quando eram crianças.

Eles correram risco de deportação após Trump revogar, em setembro do ano passado, o programa Daca da era Obama, que lhes garantia residência temporária. Na semana passada, Justiça suspendeu a decisão de revogar o programa, porém o futuro desses jovens segue indefinido.

Você pode Gostar de:

PF deflagra operação da Lava Jato em Salvador

A Polícia Federal deflagrou mais uma fase da Operação Lava Jato, em Salvador, na manhã …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display