Home / Brasil / DOF realiza uma das maiores apreensões de drogas no ano 2017

DOF realiza uma das maiores apreensões de drogas no ano 2017

Mais de 7 ton de maconha apreendida em carreta na região de Tacuru – MS.
Da redação

Carreta que transportava uma carga de 7.185 quilos da droga. (DOF/Divulgação)Carreta que transportava uma carga de 7.185 quilos da droga. (DOF/Divulgação)

Departamento de Operações de Fronteira (DOF) realizou na tarde sábado (11), uma das maiores apreensões de maconha no Brasil neste ano de 2017, sendo flagrada e apreendida uma carreta que transportava uma carga de 7.185 quilos da droga.

O fato ocorreu durante policiamento itinerante de fronteira, onde uma das equipes operacionais do DOF, abordou durante o patrulhamento na MS 295, região de Tacuru – MS, uma carreta Scania T113 de cor azul com placas de Campina Verde/MG, conduzida por José Mirobaldo Santos, 48 anos, morador na cidade de Campina Verde – MG.

Durante a vistoria ao veiculo, os policiais constataram que por baixo de uma carga de sal e ração, havia vários volumes de maconha que após pesagem totalizaram 7.185 quilos da droga.

O condutor declarou desconhecer a carga, sendo encaminhado até a Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira (DEFRON) em Dourados, onde foi autuado por trafico de drogas.

Segundo os policiais, a carga foi avaliada em aproximadamente 20 milhões de reais.

“É uma das maiores apreensões realizadas no Brasil no ano de 2017 e revela que, nesse período que antecede o carnaval, criminosos tentam usar as fronteiras de nosso estado rumo aos grandes centros visando abastecer esses ‘mercados consumidores'”, informou a nota expedida pelo DOF.

“As equipes do DOF permanecem no patrulhamento itinerante em toda a fronteira com a Bolívia e Paraguai, visando coibir esse tipo de ilícito e aumentar a sensação de segurança nas cidades fronteiriças do MS”, finalizou a nota.

Você pode Gostar de:

Homem é preso com quatro armas e munições em Pindamonhangaba

Com ele foram encontrados ainda 48 munições e outras duas armas de pressão. Por G1 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display